PROVYP

PROVYP – Orientação Profissional de Jovens Vulneráveis

Número do Projeto: 2015-1-ES01-KA204-015554

Contribuir para a melhoria geral da orientação profissional dos jovens vulneráveis

PORQUÊ este projeto?

- Apresentar recomendações de políticas para melhor regulamentação da orientação profissional fornecida na AE

- Melhorar a integração digital na aprendizagem, ensino e formação

- Oferecer oportunidades de aprendizagem individualizada para alunos em desvantagem

- Promover o desenvolvimento profissional da equipa de Educação de Adultos na metodologia de TIC

- Aumentar a consciencialização dos jovens vulneráveis através de novas abordagens de aprendizagem com o objetivo de reconfigurar e renovar as capacidades

- Desenvolver e manter o portal educacional como uma ferramenta de aprendizagem multiplicadora e sustentável a nível da UE

Reduzir o desemprego juvenil é um grande desafio para todos os Estados Membros da Europa. A melhoria da orientação de carreiras (da qual a orientação profissional é uma parte) é uma tarefa muito importante para melhorar o conhecimento, habilidades e competências, em particular para estudantes adultos em situações vulneráveis.

Em conformidade com a Estratégia Europa 2020 e a Agenda Europeia para a Aprendizagem de Adultos, o projeto "Orientação Profissional de Jovens Vulneráveis" visa promover a reconfiguração e renovação de competências em 8 Estados Membros, proporcionando aos jovens vulneráveis orientação profissional através da internet e melhorando as medidas de orientação oferecidas pelos AEPs neste campo.

 

Os objetivos do projeto PROVYP só podem ser alcançados através da implementação das atividades do projeto a nível transnacional, uma vez que a cooperação transfronteiriça é crucial para combater o desemprego juvenil a nível nacional e europeu através do intercâmbio de boas práticas, recomendações comuns para uma melhor orientação profissional e desenvolvimento conjunto de ferramentas de aprendizagem de alta qualidade em diferentes línguas da UE. O consórcio reúne 10 organizações, cada uma especialista numa determinada área. O projeto PROVYP reflete sobre os pontos fortes e fracos das diferentes abordagens de orientação profissional aplicadas nos países parceiros, produzindo um relatório europeu consolidado e recomendações de políticas para melhoria dos regulamentos de orientação profissional.

A abordagem metodológica adotada pelo PROVYP para alcançar os objetivos propostos é uma tomada de decisão mútua e resultado do intercâmbio regular de informações, a fim de garantir que todos os membros do consórcio estejam envolvidos no progresso do projeto. Todos os parceiros comprometem-se a partilhar os seus conhecimentos e experiências dentro da ação, conscientes dos pontos fortes específicos de cada parceiro.

A duração total do projeto é de 24 meses, calculada de modo a implementar corretamente as atividades planeadas e atingir os objetivos do projeto. Um total de252 beneficiários diretos será envolvidonos multiplier events + 80 participantes com poucas oportunidades.

PARA QUEM é este projeto?

- Jovens vulneráveis com idades compreendidas entre os 18-30 anos: NEETs, com baixas qualificações, desempregados

- Profissionais chave: AEPs, educadores sociais, formadores, mediadores, orientadores vocacionais

- Funcionários responsáveis pela educação e políticas de adultos e jovens, funcionários públicos

- Decisores políticos

Os parceiros consideram importante fornecer ao grupo de jovens vulneráveis novas formas de aprender e de melhorar as suas capacidades, promovendo a sua inclusão no mercado de trabalho, a participação ativa na vida social, política, económica e cultural das sociedades em que vivem e promover soluções de auto emprego, incluindo ferramentas de economia social.

O projeto visa também profissionais-chave: AEPs, assistentes sociais, formadores, mediadores, coaches, conselheiros profissionais de diferentes países da UE, que trabalhem no contexto comum da UE poderão responder aos desafios europeus relacionados com o mercado, divulgar as melhores práticas, implementar modelos inovadores e abordar conjuntamente os objetivos políticos, os desafios e as necessidades do campo AE a nível europeu.

Os parceiros desenvolverão OER para os jovens vulneráveis de modo a fornecer orientação profissional para a melhoria das suas capacidades, usando ferramentas multiplicadoras e sustentáveis. Os educadores da equipa também melhorarão as suas competências, oferecendo novas formas de aprendizagem, como resultado do intercâmbio de experiências a nível internacional.

O envolvimento de peritos de 8 Estados Membros europeus consistirá num valor acrescentado para alcançar os resultados esperados e responder eficazmente às iniciativas e estratégias empreendidas pelas instituições europeias que atuam neste domínio.

Para mais informações, clique aqui

 

465681_382065748478593_385297542_o.jpg